O que é hipnose? 20 mitos e fatos sobre hipnose.

O que é hipnose? 20 mitos e fatos reais sobre hipnose

O que é hipnose?

Hipnose

Hipnose é um estado real de profundo foco, concentração e sugestionabilidade, denominado de transe. Como ferramenta de terapia, o estado hipnótico é empregado no tratamento de diversas questões emocionais e comportamentais, tais como: ansiedade, fobias, insegurança e timidez.

O que é hipnose?
O que é hipnose?

20 mitos e fatos reais sobre hipnose

1. Qual o objetivo da hipnose? Para que serve a hipnose? Como a hipnose funciona?

A hipnose usa relaxamento guiado, concentração intensa e atenção focada para atingir um estado de consciência que é chamado de transe. A pessoa hipnotizada está tão concentrada, que tudo o que está acontecendo ao seu redor é temporariamente ignorado.

Nesse estado, e com a ajuda do hipnotista, o indivíduo pode focar em pensamentos ou tarefas específicas. É importante destacar que, embora esteja mais aberto a sugestões durante o transe hipnótico, ele nunca irá perde o controle sobre seu comportamento.

2. Quais são os riscos da hipnose? Hipnose é perigoso?

A hipnoterapia pode não ser apropriada para o tratamento de uma pessoa que apresenta sintomas psicóticos, como alucinações e delírios. Ela deve ser usada para controle da dor somente após avaliação médica quanto a qualquer possível distúrbio físico do paciente.

Alguns terapeutas usam a hipnose para recuperar memórias possivelmente reprimidas, que acreditam estar ligadas ao transtorno emocional da pessoa. No entanto, a qualidade e a confiabilidade das informações recuperadas pelo paciente sob hipnose nem sempre podem ser totalmente precisas.

É importante destacar que a geração de memórias falsas não é uma questão específica do estado hipnótico. Outras formas de abordagem podem gerar memórias falsas, principalmente quando se lidam com situações em que a pessoa não se lembra conscientemente do que aconteceu durante um determinado evento.

3. Qual a técnica da hipnose?

As técnicas de indução hipnótica são basicamente classificadas em três tipos:

  • Induções Instantâneas ou de Choque: tem como princípio básico provocar um susto (choque) com algo brusco, acompanhado de confusão mental, como puxar o braço ou deixar a mão da pessoa cair repentinamente. É fazer o sujeito entrar em transe em alguns segundos. Tudo o que você precisa fazer é disparar o que é conhecido como “efeito vagal”.
  • Induções Rápidas: o princípio fundamental é colocar a pessoa em transe através principalmente do uso da palavra, como se estivesse contando uma história, de uma maneira natural e tranquila. Quando a pessoa menos perceber, ela estará em transe. Esta forma de indução hipnótica dura normalmente alguns minutos – aproximadamente uns 3 minutos.
  • Indução Indireta ou Conversacional: sua técnica geralmente emprega confusão e desorientação. Ela busca empregar padrões vagos de linguagem, como palavras confusas e metáforas para distrair o processo consciente de pensamento, e assim provocar a quebra do senso crítico.

4. Hipnose é real? Hipnose é farsa?

Existem muitos mitos sobre o hipnotismo, principalmente provenientes de apresentações na mídia, como filmes e shows. Mas deixando de lado os clichês da cultura pop, a hipnose é um estado real, ela é uma forma legítima e bem estudada de tratamento auxiliar para condições que vão desde obesidade e dor pós-cirúrgica, até ansiedade e estresse.

No Brasil a hipnose é reconhecida pelos Conselhos Federais de Odontologia, Medicina, Psicologia e Fisioterapia.

5. O que é hipnoterapia?

Para entender a diferença entre hipnose e hipnoterapia, pense na hipnose como uma ferramenta e na hipnoterapia como o uso de uma ferramenta. A hipnoterapia pode ser usada para ajudá-lo a melhorar seu controle sobre comportamentos indesejados, ou para lidar melhor com questões emocionais como ansiedade ou a dor.

6. O que é auto-hipnose?

Auto-hipnose envolve tornar-se altamente focado e absorvido na experiência, enquanto dá a si mesmo sugestões positivas sobre maneiras de atingir seus objetivos. A auto-hipnose é uma prática individual, ao contrário de quando você está trabalhando com um terapeuta. Pode ser uma prática muito fortalecedora, à medida que você aprende a ter melhor controle dos seus pensamentos e reações, enquanto desfruta dos benefícios físicos e emocionais do relaxamento típico das técnicas de hipnotimo.

7. Qual é a origem da hipnose?

A origem da hipnose pode ser rastreada em muitas tradições filosóficas, religiosas ou terapêuticas – em diferentes países e eras – por exemplo: misticismo cristão, meditação oriental e filosofias ocidentais como estoicismo e pitagorismo. O médico britânico James Braid (1795 – 1860) considerava a meditação iogue indiana um importante precursor de sua abordagem, possivelmente compartilhando mais em comum com o hipnotismo do que o mesmerismo, seu predecessor imediato.

8. A pessoa não se lembra do que aconteceu durante a sessão de hipnose?

As pessoas geralmente vão se lembrar do que aconteceu quando estavam hipnotizadas. A sugestão de amnésia pós-hipnótica pode levar o indivíduo a se esquecer de certas coisas que ocorreram antes ou durante a sessão de hipnose. No entanto, esse efeito é normalmente limitado e temporário.

9. A hipnose pode ajudar uma pessoa a se lembrar dos detalhes de um crime que testemunhou?

Estudos comprovam que a hipnose não leva necessariamente a um aumento na qualidade das memórias. Os momentos recordados durante o transe não devem ser considerados como fatos incontestáveis, pois eles podem ser fruto da imaginação.

10. Uma pessoa pode ser hipnotizada a força?

Para alguém ser hipnotizado é necessário à colaboração da mesma, ou seja, ela precisa consentir e seguir voluntariamente as instruções do hipnotizador para entrar em transe.

11. O hipnotismo pode fazer uma pessoa se tornar instantaneamente um atleta?

Não! A hipnose pode ajudar no aprimoramento do desempenho de um esportista, lidando com questões como crenças e emoções. Mas nunca vai fazer alguém do nada se tornar um atleta.

12. Estar hipnotizado é dormir?

Hipnose não é um estado de inconsciência. Estar hipnotizado significa estar profundamente focado e concentrado, ao ponto de se desligar do que está à sua volta. É um evento natural, que ocorre em atividades rotineiras da vida, como ler um livro, ouvir música ou assistir um filme.

13. Hipnotismo é misticismo ou religião? É preciso se ter fé na hipnose?

A hipnose é um procedimento técnico, e reconhecida por conselhos de várias especialidades da área de saúde, como medicina, psicologia, odontologia e fisioterapia. Não se precisa ter fé na hipnose para entrar em transe, mas sim seguir as instruções.

14. Só pessoas mentalmente fracas podem ser hipnotizadas?

Absolutamente não! Hipnose é uma técnica, ou seja, se você seguir as instruções do hipnólogo provavelmente vai entrar em transe. Estatisticamente apenas um pequeno percentual das pessoas não consegue entrar em transe.

15. A hipnose é um detector de mentiras?

Não, uma pessoa em transe hipnótico pode inventar ou imaginar informações, cometer erros e até mesmo contar mentiras. É por esse motivo que um testemunho de uma pessoa hipnotizada não é juridicamente válido na grande maioria dos países.

16. Uma pessoa pode não voltar do transe hipnótico?

Você não foi pra lugar nenhum, logo não existe o perigo de não voltar. Estar em transe é apenas se manter profundamente focado e concentrado em algo.

17. Aceitamos incondicionalmente as sugestões feitas pelo hipnotista?

Todos nós somos suscetíveis as sugestões – e é por que o mercado da publicidade é imenso. Mas apesar disso, sempre podemos rejeitar as sugestões que não aprovamos. Durante o transe hipnótico, somos mais suscetíveis do que o normal à sugestão – mas sempre mantemos a capacidade de dizer não.

18. Todos respondem da mesma maneira a hipnose?

De uma maneira muito objetiva, existem 3 tipos de “subjects”: pessoas com facilidade para o transe profundo – denominados “sonambúlicos”, pessoas que entram em transe médio, e pessoas com muita dificuldade para o transe.

Baseado em estudos e na prática, cerca de 10% das pessoas tem muita facilidade para entrar em transe, 87% entram em transe médio e 3% provavelmente não conseguirão o transe.

19. O hipnotizador tem total domínio de uma pessoa hipnotizada?

A hipnose é fundamentalmente uma experiência consentida, como assistir um filme ou ler um livro. O hipnotizador não tem como forçar alguém a imaginar ou executar ações contrárias à sua vontade.

20. A hipnose pode fazer alguém adquirir instantaneamente um conhecimento ou habilidade?

Uma pessoa hipnotizada não vai adquirir a competência de fazer algo que já não soubesse anteriormente.

20 mitos e fatos sobre o hipnotismo.
20 mitos e fatos sobre o hipnotismo.

Saiba mais sobre o hipnotismo clicando aqui.

Conheça o perfil profissional do Hipnoterapeuta Adolfo Brum clicando aqui.